o Dia das Mães: alguns consideram um festival religioso, em homenagem à Madona do Rosário de Pompéia, para outros, é apenas um festival comercial. Mas poucos sabem que esse feriado nasceu nos Estados Unidos
como uma celebração da paz, quando Julia Ward Howe, ativista pacifista e abolicionista, propôs o estabelecimento do Dia das Mães pela Paz, como um momento de reflexão contra a guerra, mas a iniciativa não teve êxito. Em 1908, foi a vez de Anna Jarvis, que comemorou o dia das mães moderno sob a forma de um memorial em homenagem a sua mãe, uma ativista da paz. A celebração de Jarvis se espalhou e se tornou muito popular, tanto que foi oficializada pelo Presidente Woodrow Wilson em 1914.

Hoje Nomadelfia quer comemorar este dia, lembrando o seu significado original, lembrando que não pode haver paz onde não há amor e justiça.
Muitas felicidades a todas as mães!