Nomadelfia de Roma recebeu 30 jovens franceses, poloneses, argentinos, espanhóis, egípcios e africanos da escola de oração "Jeunesse Lumiere" de 2 a 7 de junho.

Esta escola é destinada a jovens que desejam generosamente dar a Deus um ano de suas vidas (de setembro a junho), para se formar em oração e missão, tornando-se testemunhas de Cristo entre outros jovens. Existem quatro pontos importantes:

oração, feducação, comunidade, missão.

Para o fundador Daniele Angel, presente também este ano com seus meninos, fizemos algumas perguntas.

Você que está em contato com tantos jovens de todo o mundo, como você vê a juventude hoje?

Depende do país, no continente, os jovens não são os mesmos em todos os lugares. Nos países ocidentais, na América do Norte, na Europa, há uma grande confusão com a idéia satânica de gênero: "Eu não sei se sou um menino, uma menina ..." então a ideia de mudar a identidade sexual. Há uma necessidade urgente de colocar a luz de Deus, a luz do céu no grande mistério do sexo ”.

Por que a escola de oração nasceu?

Há 40 anos, tendo retornado da África após 14 anos de missão, fiquei chocado ao ver muitos jovens afetados pelo vírus do desespero, da tristeza. Pedi ao Senhor a luz para ver o que poderia ser feito por todos esses jovens, como dar-lhes esperança, força, alegria, grande alegria de viver e tornar nosso Senhor Jesus conhecido e amado.

É muito importante estabelecer as raízes no coração de Jesus para a vida. É um noviciado para gerar novos e generosos apóstolos. Graças a Jesus, haverá muitos frutos.

Como é o encontro com Nomadelfia?

Agradeço a sua maravilhosa experiência, um grande presente para descobrirmos esta maravilhosa comunidade amada por Jesus e pelo Papa Francisco que veio visitá-lo. Obrigado muito obrigado.