Nomadelfia em Roma é frequentemente protagonista de trocas com realidades distantes, que trazem as cores e aromas de diferentes lugares por alguns dias, cada um com suas próprias feridas e bênçãos. Uma das realidades com as quais essa troca ocorre regularmente há alguns anos é a Casa do Menor. É uma associação que atua no Brasil desde 1986 e está ligada ao Nomadelfia por uma profunda amizade.

O padre Renato Chiera, seu fundador, diz: "A Casa Do Menor é uma associação que nasceu há quase 32 anos para responder ao choro de meninos que me disseram:" Eu não quero morrer e você não faz nada ". [...] Foi o choro de crianças, adolescentes, jovens e muitos outros. E percebemos que o choro deles era por ter um futuro, por pão, uma casa, uma escola, mas o maior choro era por ter uma família, a presença de alguém que os fazia se sentirem crianças. E então houve o clamor por ferramentas para construir um projeto de vida futura. [...] a Casa Do Menor tenta responder a essas duas coisas. "

Neste ano, Nomadelfia hospeda sua equipe por dez dias de exercícios espirituais, realizados pelo próprio padre Renato: “Estamos fazendo os exercícios espirituais em uma comunidade à qual estamos tão apegados, à qual amamos tanto, com quem nos sentimos muito irmãos, que a comunidade de Nomadelfia, que conheço há muitos anos por muitas razões ". E então um desejo que já foi atendido: “Nossa comunidade veio a Roma fazer um retiro e depois porque tínhamos o sonho de ir ao Papa. Por que ir ao papa? [...] é porque o papa representa Jesus na terra, mas também a Igreja, a Igreja Católica universal e ele tem um grande coração, ele sempre diz que devemos ficar na rua, que devemos ir aos subúrbios ... e antes de tudo pensávamos que estávamos dando para ele também uma alegria - de fato, vimos que ele era feliz - e esse sonho se tornou realidade. Queríamos confiar esse trabalho ao Papa, à Igreja [...] ".

O padre Renato acrescenta: “Já tivemos muitos daqueles presentes que não merecemos, mas agradecemos a Deus e agradecemos a todos que nos acompanharam. Nós realmente agradecemos. Deus é maravilhoso e sempre nos surpreende! "

Também agradecemos ao Padre Renato e à Casa do Menor por nos dar novamente a oportunidade de renovar nossa amizade no Senhor!