"Paz para todas as pessoas e todas as nações da terra!" É o desejo do Papa Francisco por ocasião do 51º Dia Mundial da Paz. “A paz, que os anjos anunciam aos pastores na noite de Natal, é uma profunda aspiração de todas as pessoas e todos os povos, especialmente daqueles que sofrem mais com isso ". E, olhando a situação atual de muitos povos, os pensamentos e orações do pontífice vão para "mais de 250 milhões de migrantes no mundo, dos quais 22 milhões e meio são refugiados", ou "homens e mulheres, crianças, jovens e idosos que procuram um lugar para viver em paz ".

Congratulamo-nos com o convite para assistir ao migrações globais não como uma ameaça, mas "com um olhar cheio de confiança, como uma oportunidade para construir um futuro pacífico". “Temos consciência de que abrir nosso coração ao sofrimento dos outros não é suficiente. Haverá muito o que fazer antes que nossos irmãos e irmãs possam voltar a viver em paz em um lar seguro. Acolher o outro exige um compromisso concreto, uma cadeia de ajuda e benevolência ".

O que podemos fazer hoje?

Propomos um discurso de Don Zeno, realizado durante a "Nomadelfia Evening" em Cervinia, em 24 de julho de 1976:

"A humanidade precisa de justiça. Vivemos em uma época em que seria muito possível alimentar a todos, criar um lar para todos: branco, vermelho, verde, de todos os continentes. Nós poderíamos fazer tudo isso. Em vez disso, somos bárbaros, piores que bárbaros, somos injustos. Aqui ... e aqui vai muito mal, porque não é mais uma coisa de cristãos e não-cristãos. Estamos todos juntos antes deste tribunal, antes do qual somos processados até agora. Porque enquanto eu falo, quem sabe quantos milhões e milhões de cidadãos pobres da terra estão sem-teto, sem família, então eles são abandonados e sofrem todos os sofrimentos imagináveis possíveis. Um único cidadão do mundo que está sem comer, sem se vestir, sem cuidado, condena o mundo inteiro. Apenas um condena a todos nós ”.

"Queremos mudar? Cada um de nós se muda, é a única solução. Não brigue com os outros, mas você tem que dar uma onda no mundo para parar essas guerras, parar essas guerras, esses perigos. Quem é que pode detê-los? Quem? Políticos? Aqueles não conseguem! É impossível! Nós somos as pessoas que devem estar prontas para dar um exemplo de bondade e justiça sem armas e sem nada, a onda de um povo correndo para a justiça salva o mundo, salve tudo. E finalmente teremos paz. As pessoas que esperam a paz dos outros e do "alto" nunca a terão ".