Nesta carta, Don Zeno convida os jovens de Nomadelfia a conhecerem o grande compromisso apostólico que experimentarão durante o verão.

 

Queridos filhos, estamos com disposição para partir para nossa excursão ou missão. É uma iniciativa que tem todas as características de uma atraente missão social cristã, que traz alegria, alívio e edificação espiritual a multidões de almas que passam suas férias nas praias, refazendo-se no físico e descansando em todo o seu ser. Isso também acontece em favor de outras almas que encontram uma maneira de profanar um grande presente de Deus nas praias, degenerando em um modo de agir que desonra o ser humano. Muitas dessas almas, entre uma e outra, tornam-se espectadores e participantes, sempre respeitosos e entusiasmados com nossas manifestações fraternas e nunca seremos capazes de medir com a mente todo o bem que derramaremos em seu espírito, para uma com maior perfeição. e para os outros como um lembrete para subir para uma nova vida.

Por isso, partimos novamente para estas iniciativas sagradas e muito bonitas, dar a conhecer que há uma nova vida, que faz tudo renascer com a bondade. Trazemos dança, a palavra, as canções, depois a recreação, a salvação dos jovens que, por qualquer motivo, perdem a família; propomos a solidariedade fraterna no trabalho, estudo, acolhimento de crianças, o grupo familiar que reúne as famílias, o apostolado nas pessoas que convidam o mundo a mudar de rumo, invocado pela Igreja.

Tudo isso mostraremos e viveremos para as multidões que povoarão as praias atualmente - de julho a agosto -. E todos vocês, queridos filhos, participem como mensageiros de Cristo Salvador, encantados com ser tão útil à grande causa da mudança de rumo que o mundo inteiro terá que perceber, se você não quiser desviar. Você vai a esta missão cheia de gratidão a Deus, que o escolheu para ser seu colaborador no trabalho divino de propor com a sua vida a renovação do mundo no relacionamento humano e humano-divino com Cristo, que pode estar em nós para nos tornarmos avassaladores. motivo de credibilidade: as pessoas que vêem, acreditam e fazem. Portanto, vamos a essa missão sem pecados graves na alma, para que nossa esperança seja a presença em nós do vivo, bom Cristo, transformando o mundo de selvagem em humano, de humano em divino em nós e conosco; isto é, segundo o seu coração.

Espero, desejo que todos vocês sejam assim; isto é, cheio do Espírito Santo e, se todos vocês são assim, você vai dominar; você vai acabar jogando na terra uma onda que ninguém no mundo poderá mais parar e as pessoas mudarão de rumo.

Eu te abençoo

seu Don Zeno (8 de julho de 1968)