Nesta carta, Dom Zeno convida os jovens de Nomadelfia a terem consciência do grande compromisso apostólico que experimentarão durante o verão.

 

Queridos filhos, estamos na véspera da partida para nossa excursão ou missão. Esta é uma iniciativa que tem todas as características de uma atraente missão social cristã, que traz alegria, alívio e edificação espiritual a multidões de almas que passam suas férias nas praias, recriando-se fisicamente e descansando em todo o seu ser. E também acontece em favor de outras almas que encontram nas praias um modo de profanar tanto um dom de Deus degenerando em um modo de comportar-se que desonra o ser humano. Muitas dessas almas, entre uma e outra, tornam-se espectadoras e co-participantes, sempre respeitosas e entusiastas de nossas manifestações fraternas e nunca poderemos medir com a mente todo o bem que veremos em seu espírito, para os que têm maior perfeição. e para outros como um lembrete para se elevar a uma nova vida.

Por isso, partimos novamente para estas iniciativas sagradas e muito bonitas, para dar a conhecer que há uma nova vida, que faz tudo renascer para a bondade. Trazemos a dança, a palavra, as canções e, portanto, a recreação, a salvação dos jovens que perdem a família por qualquer motivo; propomos a fraternidade de solidariedade no trabalho, no estudo, no cuidado das crianças, o grupo familiar que une as famílias, o apostolado entre o povo que convida o mundo a mudar de rumo, invocado pela Igreja.

Tudo isso mostrará e viverá as multidões que povoarão estes dias - de julho a agosto - as praias. E todos vocês, queridos filhos, participem como mensageiros de Cristo Salvador, muito satisfeitos com para ser tão útil para a grande causa da mudança de curso, que o mundo inteiro terá que alcançar, se você não quiser se desviar. Você vai a esta missão cheia de gratidão a Deus que escolheu você para ser seu colaborador na obra divina de propor com a sua vida a renovação do mundo no relacionamento humano e humano-divino com Cristo, que pode estar em nós para ser avassalador. motivo de credibilidade: as pessoas vendo, acreditando e fazendo. Vamos, portanto, a esta missão sem pecados graves na alma, para que nossa esperança seja a presença em nós do Cristo vivo, bom, transformando o mundo do selvagem para o humano, do humano para o divino conosco; isto é, de acordo com seu coração.

Espero que todos sejam assim; isto é, cheio do Espírito Santo e, se todos vocês forem assim, vocês vão se sobrepor; você vai acabar jogando na terra uma onda que ninguém no mundo pode parar e as pessoas vão mudar de rumo.

Eu te abençoo

seu Don Zeno (8 de julho de 1968)